Com energia para maior economia

Energia do vapor

Turbinas a vapor e de condensação funcionam com combustíveis fósseis, energia solar, biomassa ou energia nuclear para fornecer o vapor necessário no condensador. O vapor chega à turbina através de uma tubulação. Plantas modernas operam na faixa de 600 a 700 graus Celsius de temperatura e com pressão de 250 a 350 bar. Estas plantas são capazes de gerar uma potência de 1600 Megawatt, nas quais várias turbinas operam de maneira conjunta em um único eixo.

Como em todos os equipamentos de geração de energia, as exigências em relação à eficácia, confiabilidade, preservação do meio ambiente e rentabilidade aumentam constantemente. Os componentes individuais das turbinas a vapor são submetidos a enormes exigências físicas durante seu funcionamento em carga plena. As extremidades das pás alcançam, por exemplo,
em pás de turbina com 1400 mm de comprimento, velocidade de 500 metros por segundo. Em outras palavras: cerca de 1,5 vezes a velocidade do som.

​Na construção destas turbinas, utilizam-se materiais resistentes como o aço martensítico ou ligas de titânio. Estes são materiais que exigem soluções em ferramenta de alta performance para a usinagem. Com décadas de experiência no ramo e a constante atividade no desenvolvimento de materiais para ferramentas de corte, a Walter oferece aos construtores dos equipamentos de energia as melhores soluções possíveis.