2018-06-21

Produtividade em alumínio: mais 30 %

Com a DC166, a Walter lança no mercado uma nova broca escalonada de metal duro para alumínio.

A ferramenta especial com refrigeração interna é otimizada para mínima quantidade de lubrificante (MQL) ou refrigeração por emulsão. A DC166 é particularmente interessante para os fabricantes de produção em grande escala, principalmente no setor automotivo. Na usinagem de componentes de alumínio com vários furos ou em furações profundas, a DC166 permite aumentar a produtividade de 20 a 30% quando comparada às brocas de canal reto. Essa melhoria deve-se ao aumento da taxa de avanço correspondente. Esta é o resultado de uma geometria da aresta de corte com ponta de desbaste e arestas de corte extremamente afiadas, bem como canais de escoamento polidos. As arestas afiadas são ideais para materiais macios, como o alumínio. A ponta de desbaste e os canais polidos melhoram a evacuação dos cavacos.

Além da eficiência de uma broca escalonada normal, que combina dois ou mais passos de trabalho em uma única ferramenta, a DC166 também reduz os tempos de ciclo por meio de uma produtividade mais elevada e aumenta a confiabilidade do processo. A gama da família DC166 abrange diâmetros de 4 até 20 milímetros e comprimentos até 30 × D. É possível usinar todos os materiais de alumínio, bem como também ligas fundidas e forjadas. De acordo com a Walter, os campos de aplicação típicos incluem, por exemplo, blocos de motor, carcaças para transmissão, motores elétricos ou bombas e peças da chassi, tais como rolamentos oscilantes ou suportes de roda. Ou de modo geral: Componentes de alumínio com vários furos uniformes ou profundos. A Walter oferece a nova ferramenta especial aos seus clientes nas variantes DC166, DC266 e DC366, conforme a geometria e as características dos canais de escoamento, também via Walter Xpress, com tempos de entrega mais curtos de até aproximadamente duas semanas.


Imagens de alta resolução para esta notícia à imprensa podem ser encontradas na Infobox "Mídia & Notícias" ​como anexo em PDF.​​