2021-03-09

Econômico e estável

A Walter AG está maximizando a segurança de processo e a produtividade com o novo sistema de torneamento em cópia

Com o W1011-P, a Walter está lançando no mercado um sistema de torneamento em cópia que visa maximizar a segurança de processo e a eficiência econômica na comparação com os sistemas convencionais. Isso se deve principalmente à estabilidade significativamente mais elevada no torneamento em cópia com canais de até 50°. Diferente dos insertos VCMT ou DCMT, os novos insertos ​​WL25 com três arestas de corte do sistema são fixados com precisão no porta-ferramentas por meio de um prisma, tanto no alojamento do inserto como no próprio inserto, que impede que o inserto se mova no porta-ferramentas. Além da alta segurança de processo e exatidão graças à alta precisão de troca – tanto ao girar os insertos até a próxima aresta de corte quanto ao realizar a sua troca – isto permite uma precisão 50 % maior na comparação com os insertos ISO. Adicionalmente, uma maior vida útil devido à possibilidade de usinagem nos dois sentidos de deslocamento, o que significa que ambas as arestas de corte podem ser utilizadas.

Os insertos intercambiáveis WL25 do sistema de torneamento em cópia também contribuem para uma maior eficiência econômica: as três arestas de corte (ao invés de duas como nos insertos VCMT), os materiais de corte resistentes ao desgaste, bem como a refrigeração de precisão, aumentam a vida útil. O mesmo se aplica à aplicabilidade universal do sistema W1011-P: quatro tipos de inserto (versões neutra, esquerda, direita e também de raio inteiriço) para diferentes ângulos de cópia e aplicações podem ser usados no mesmo porta-ferramentas e utilizados em todos os materiais ISO P, M, S e K. Os campos de aplicação em potencial são o torneamento em cópia (por exemplo, em eixos de transmissão, rolamentos de esferas, válvulas etc.) e o torneamento dinâmico – em particular, as operações com direções de usinagem diferentes ou alternadas. No acabamento até a usinagem média, os usuários podem aumentar a eficiência econômica em até 75 %.